Todo domingo eu acordo tarde para (tentar) compensar as infinitas horas de sono perdidas na semana. É óbvio que nunca dá certo, mas pelo menos eu acordo um pouco mais descansada, faço um café da manhã caprichado e posso ler os jornais tranqüilamente.

Neste domingo, acordei com vontade de comer qualquer preparação com muito, muito coentro. Para quem não sabe, coentro é aquela folhinha verde muito parecida com a salsinha, mas de sabor mais intenso e aroma pungente, bastante utilizado em pratos à base de peixe.

Pois bem, inexplicavelmente (não, eu não estou grávida), acordei sentindo o gosto e o cheiro do dito-cujo e precisava preparar algo assim. Foi dessa forma que me aventurei a preparar uma sopa de lentilhas à moda indiana, que ficou bastante parecida com o dahl que a gente encontra no delicioso Gopala Prasada (que merece um post só pra ele, prometo).

Bem, resolvi preparar a sopinha e o resultado ficou muito, muito saboroso. Eu adoro lentilhas porque são suaves e macias, e não me parecem tão pesadas quanto feijões, por exemplo. E coentro, além de matar minha vontade, é, de fato, um tempero e tanto. Minha mais nova aquisição culinária, e custa apenas R$1. É bem pouco, perto do tantão de felicidade que ele me dá!

SOPA DE LENTILHAS
500g de lentilhas secas
4 tomates sem pele e sem sementes
3 colheres (sopa) bem cheias de coentro fresco, picadinho
1/2 xícara de manteiga
4 dentes de alho
1 pitada de pimenta-do-reino preta
1 colher (sobremesa) de pimenta vermelha em pó
Sal a gosto

Deixe a lentilha de molho por, no mínimo, meia hora (até elas ficarem gordinhas e hidratadas). Enquanto isso, tire a pele dos tomates, as sementes, descarte, e corte a parte tenra bem miudinho. Lave muito bem o coentro e pique (não precisa ficar miúdo, basta cortar). Enquanto isso, a lentilha já hidratou. Escorra toda a água, lave bem as lentilhas e leve ao fogo em 1 litro e 1/2 de água fria.

Quando começar a ferver, conte meia hora e veja se elas já estão macias. Se estiverem, desligue o fogo e comece a refoga. Derreta a manteiga numa panelinha e acrescente o alho, fritando até dourar. Feito isso, acrescente o tomate e refogue, até desmanchá-lo. Coloque sal a gosto, as pimentas e mexa bem. Se gostar, pode acrescentar pimenta dedo-de-moça ou malagueta (pouquinho, por favor) no lugar da pimenta vermelha em pó.

Fritou tudo? Então ligue o fogo das lentilhas e acrescente o seu aromático refogado. Mexa bem enquanto o caldo das lentilhas vai reduzindo e ficando mais grosso. Quando estiver nesse ponto, coloque o coentro e mexa bem. O cheiro que desprende é delicioso e confortante, como só uma boa sopa pode ser!

Prove o sal e a pimenta, acrescentando mais a seu gosto. Fique atento, porque a lentilha absorve os temperos e o sal que é uma loucura! Melhor colocar menos do que correr o risco de transformar sua sopa em algo não-comestível ou, pior, incendiário!

Quando estiver apurada, sirva com fatias de pão e, se desejar, coloque uma colher de creme de leite por cima. Fica delicado e amansa um pouquinho o picante da pimenta.

Para um domingo à tarde de puro ócio, não tem nada melhor. E salva a gente de uma depressãozinha pré-segunda, se é que vocês me entendem…

* Post originalmente publicado no UOL Blog. Para ler os comentários antigos, clique aqui.