O mundo maravilhoso das papinhas de bebê é realmente uma delícia. Porém, é uma tarefa trabalhosa. Testamos as papinhas da marca Gourmetzinho, totalmente naturais e sem conservantes, indicadas para bebês a partir de 6 meses de idade.

gourmetzinho3-600Para aqueles dias em que a correria supera qualquer coisa, temos a bênção das papinhas prontas. Não estou falando das industrializadas, que costumam ter muito mais sal do que o recomendado. Mas, sim, de empresas que se dedicam a produzir papinhas e refeições congeladas para os pequenos, com ingredientes selecionados e sem aditivos.

Testei a Gourmetzinho, com papinhas recomendadas para bebês a partir dos 6 meses. Aqui, vale mencionar: a Organização Mundial da Saúde recomenda o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade. Portanto, pense duas vezes antes de começar a alimentação complementar para seu bebê menor de 6 meses. Se você tem alguma dúvida ou quer uma orientação melhor quanto a isso, mande um email e terei prazer em responder. Ou baixe aqui, gratuitamente, o Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 Anos, do governo federal.

gourmetzinho1-600Dito isso, conto para você como foi minha experiência com a Gourmetzinho. Recebi algumas papinhas para provar da Fase 1, quando minha bebê tinha 7 meses e pouquinho. Nessa época, ela ainda não comia tanto, pois eu comecei a alimentação complementar rigorosamente após os 6 meses de aleitamento materno exclusivo. Então, o aproveitamento foi apenas ok.

Mas, agora em que estamos na Fase 2 (a partir dos 9 meses), a coisa mudou de figura. A bebê já come alimentos de muitos grupos diferentes, e ingredientes variados devem fazer parte de cada refeição. Isso coincidiu com meu retorno ao trabalho, por isso o tempo nem sempre permite que eu faça uma papinha realmente boa para ela. Nessas horas, lanço mão das papinhas prontas.

Posso dizer que a Gourmetzinho me salvou em algumas ocasiões. O atendimento telefônico foi muito atencioso nas duas vezes em que pedi as papinhas. E a entrega é MUITO rápida – às vezes, no mesmo dia. A papinhas que eles produzem são completamente sem sal, têm pouca gordura e a variedade de ingredientes é grande – tem até de cordeiro!

gourmetzinho2-600O único senão é que, aqui em casa, as comidas da bebê me parecem um pouco mais equilibradas em termos de quantidade de ingredientes. Por exemplo: para o nosso gosto, as papinhas têm grãos (feijões) demais. Quando eu coloco na comida da pequena, é em menor quantidade, porque pode dar os famosos gases.

A de frango desfiado com milho é  a favorita da gourmetzinha aqui de casa. A de músculo vem em segundo lugar. E as de frutas ela curte bastante, principalmente a de banana com laranja. Mas as de frutas, confesso, peço pouco: acho mais prático comprar frutas boas (orgânicas, se possível) e dar em pedacinhos.

Ah, o preço: é caro. Cada potinho de XX gramas custa R$ 10,50 (Fase 2). As da Fase 1, R$ 8,50; e as da Fase 3 (a partir de 1 ano), R$ 14,50. O cardápio pode ser visto no site. Mas, considerando a praticidade e a qualidade dos ingredientes e do produto final, vale a pena encarar nas emergências. Não tem conservantes, é prático e saboroso.

Eu sei que a Dá Má Dá Lê também faz papinhas para bebês, mas ainda não as testei. Porém, eles me salvaram, e muito, naqueles primeiros e mais difíceis meses do pós-parto, quando sequer pensar em cozinhar me fazia chorar. Hehehe. É sério. Mas isso é assunto para próximo post. ;)

*
Está começando a fazer as papinhas do seu bebê e não sabe nem fritar ovo? Escreve para mim. Posso te ensinar papinhas muito fáceis e deliciosas.

Guloseima é um blog de gastronomia, receitas e viagens mantido no ar desde abril de 2006 pela jornalista Luciana Mastrorosa, especializada em gastronomia e culinária.

Luciana é autora do livro Pingado e Pão na Chapa – Histórias e Receitas de Café da manhã. Trabalhou como editora nas principais publicações de gastronomia no país. Contribui atualmente com a revista Casa e Comida e com o site UOL Comidas e Bebidas.

Facebook Twitter