A comida favorita

A comida favorita

Paris

Ando numa temática comfort food atualmente, comida de alma, aquilo que nos aquece e alimenta em vários sentidos. Por isso tenho me questionado quase que diariamente sobre nossos hábitos alimentares, as escolhas que fazemos diariamente. O que é que a gente come quando está com fome?

Tenho feito umas experiências malucas na cozinha. Nada muito cozinha molecular, longe disso. Apenas tento mudar os temperos e criar inúmeras variações sobre o tema. Arroz, por exemplo. Tenho em casa, geralmente, arroz branco, arroz integral (e suas variedades), arroz negro e arroz para risoto. No dia a dia, acabo optando pelo arroz integral, mas meu paladar fica rapidamente saturado se o ingrediente for preparado todo dia da mesma forma.

Então eu mudo. Cozinho com louro, com tomilho, frito na manteiga, ou no bacon, geralmente no azeite, que prefiro. Um campeão das variações tem sido arroz integral com cúrcuma, azeite e louro. Fica perfumado, e a especiaria dá um sabor menos sem graça para o arroz.

Verduras, a mesma coisa. Descobri que gosto mais de legumes e verduras do que de frutas, pasmem. Mas detesto legume molenga, refogado com óleo, cebola e alho. Então procuro salteá-los apenas com alho e azeite, um pouco de pimenta-do-reino para finalizar, e está tudo bem. Suco de limão espremido na hora também faz milagres!

O mesmo raciocínio vale para tudo: massas, carnes, ensopados. Misturo o que estiver à mão e parece combinar, e da cozinha surgem coisas como bolo salgado de escarola com alcaparras e aliche, espaguete com abóbora, bacon e sálvia (esta foi inspirada na capa da Menu), cubinhos de carne com cheiro-verde e cominho…

Enfim, mil pensamentos misturados cozinhando junto com a panela de sopa, de arroz, mexendo o risoto.

Tudo isso para perguntar: o que é que você come? Qual a sua comida favorita? A minha, definitiva, ainda não sei.

Todos os direitos reservados © Guloseima 2015 – Tema por Lanika.net + Carolina Y